Encontre aqui o melhor da região.
Background Image

Afinal o que é esse tal de TOC? 

TOC

O TOC como muito se ouve falar ou TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO é um distúrbio de ansiedade onde a pessoa tem pensamentos que não saem da cabeça (obsessivos) e que por muitas vezes, levam a comportamentos repetitivos como forma de aliviar esses pensamentos obsessivos. 

    Um exemplo clássico: lavar as mãos várias vezes ao dia, mas várias vezes mesmo, 30, 40, 50 vezes ou mais, buscando uma limpeza das mãos que parecem nunca estar suficientemente limpas. Será que lavar as mãos tantas vezes não vem como uma compulsão para se livrar de pensamentos que o levem a uma ideia de “sujeira”, e esta seria a forma de externar esses pensamentos? 

    Existem muitos outros exemplos de TOC como a organização milimétrica de objetos, não pisar nos rejuntes dos pisos enquanto anda, voltar diversas vezes para conferir se fechou a casa, se desligou o ferro de passar, se fechou as janelas, abrir e fechar as trincas das portas várias vezes, entre muitas outras e reforçando, não se trata de fazer essas coisas uma ou duas vezes e já dizer: “Tenho TOC” — não é bem assim, atividades de rotina não são TOC. Para ser caracterizado como TOC deve ser observada a frequência dessas atitudes e até mesmo o aumento dessa frequência sem um “aparente” motivo. 

    Seguem algumas formas de como age quem tem TOC: 

  • Sofre com pensamentos que o perseguem e que não consegue controlar;
  • Para tentar se livrar desses pensamentos, cria “rituais” e os repete durante o tempo todo deixando com que isso afete inclusive seus relacionamentos, trabalho eetc — se não tratado, esses comportamentos somente se agravam, pois o “ritual” alivia temporariamente os sintomas, sendo cada vez mais necessário repeti-los; 
  • Em uma grande maioria dos casos, os comportamentos repetitivos são realizados como forma de evitar que algo ruim aconteça.

Quando o TOC se manifesta? 

Até onde existem estudos, o TOC se manifesta em homens e mulheres numa mesma proporção e não temos um período fixo para que apareçam: pode surgir desde a infância (que se observado a tempo o tratamento se torna bem mais simples) até a vida adulta. 

Existe tratamento? 

O TOC não tem cura. Mas o tratamento adequado controla os sintomas e minimiza os impactos na vida da paciente. 

O tratamento consiste em medicação e a terapia que vem auxiliar gradualmente no controle das ações compulsivas do paciente. 

IMPORTANTE:  quem tem TOC sofre. Sofre, pois, muitas vezes vira motivo de “tiração de sarro” no meio em que convive, sofre por muitas vezes sentir vergonha desses comportamentos que “precisa” realizar e não consegue parar, sofre por não saber de onde vem essa necessidade compulsiva e só sabe que tem que fazer, ou seja, sofre por não seu compreendido por ninguém, nem por ele mesmo. Com isso, começa a ter problemas em relacionamentos, no trabalho, escola, e acaba por muitas vezes, por se isolar. 

Observem principalmente as crianças e os adolescentes, pois muitos dos casos que recebemos em consultório são de pessoas que desde muito jovens sofrem com esses comportamentos, mas que só agora resolveram procurar ajuda. Se existe ajuda disponível, para que esperar? Para que sofrer até o limite, até começar a perder algo importante para procurar ajuda?  

Se você já se viu numa situação parecida ou conhece alguém que esteja passando por alguma situação semelhante, procure ajuda de um profissional da área para uma melhor orientação de como lidar com esses sintomas, melhorar a qualidade de vida e aprender a lidar com alguém muito importante: VOCÊ. 

Participe com sugestões de temas para as próximas edições. 

 

Roberta Furuno A. Bonilha / Rodrigo S. A Bonilha 

Formação em psicanálise, fundamentos clínicos e especialização em psicanálise Infantil. 

E-Mail: psicanalisandocomvc@gmail.com   

Facebook : @psicanalisandocomvc  

Hannalee Motta

hanna@optimus360.com

Deixe um comentário

avatar

Senha redefinida. Um link será enviado para o seu email