Encontre aqui o melhor da região.
Background Image

Será que fazer terapia é coisa de maluco?

terapia

Quando se fala em terapia a primeira pergunta que surge: – Tá com problema na cabeça?  

Mas de onde vem isso de relacionar a sessão de terapia com problemas mentais? 

No início, anos e anos atrás, quando foram iniciadas as sessões de terapia eram sim, direcionadas a pessoas que “aparentemente” tinham problemas mentais. Na psicanálise por exemplo, Freud atendia mulheres com histeria, que eram mulheres que tinham seus sintomas emocionais convertidos para o corpo, ou seja, do nada paravam de andar, de ver, entre outros sintomas e hoje entendemos que eram emoções reprimidas num grau tão elevado que vinham à tona no corpo físico. Logo, por não ter explicação na época, ficava mais fácil afirmar a loucura que entender a razão principal de tais sintomas. 

Nos dias de hoje a terapia tem sido cada vez mais utilizada tanto para alivio dos sintomas de transtornos emocionais quanto para a prevenção dos mesmos. Será que precisamos chegar no limite para procurar ajuda profissional? 

Infelizmente ainda ocorre assim, uma grande maioria procura a ajuda profissional quando já tem instalada a depressão, a síndrome do pânico, as fobias etc. Mas se observarmos, antes de surgir o transtorno emocional, quantas vezes já tivemos sinais como:  

  • Falta de animo para realizar atividades que antes fazia com prazer; 
  • Vontade de ficar quieto e sozinho por mais tempo que de costume; 
  • Baixa autoestima; 
  • Tristeza sem motivo; 
  • Agressividade sem explicação; 
  • Ansiedade acima do normal; 
  • Problemas de sono; 
  • Compulsão por comida; 
  • Etc. 

Esses sinais já nos dão indícios de que algo pode não estar indo bem no emocional (obviamente que antes descartamos qualquer doença física ou medicação que possa causar tais sintomas), mas enquanto achamos que “podemos levar”, vamos levando até que chega uma hora que não conseguimos mais. 

Nessa hora, muitos procuram remédios como forma de minimizar os sintomas, e até minimiza sim, porém deve também ser observada a questão da dependência da medicação.  Na terapia (considerando aqui como exemplo as sessões de psicanálise onde a cura vem pela fala), conforme falamos sobre nós mesmos, vamos nos descobrindo, nos reconhecendo, conseguimos nos reinventar e entender melhor tudo aquilo que muitas vezes parece sem explicação. Aprendemos a lidar com sentimentos, dúvidas, medos e inseguranças, e passamos a responder perguntas que são muito comuns: 

  • Por que eu sofro? 
  • Por que é tanto difícil me posicionar diante das situações e das pessoas?  
  • Do que eu tenho medo?  
  • De onde vem esse sentimento que eu não consigo explicar? 
  • Por que me preocupo tanto com as coisas / pessoas? 
  • De onde vem essa tristeza se aparentemente não tenho motivos para isso? 
  • Como posso lidar com as perdas? 

E muitas outras questões que são respondidas por quem? Pelo psicanalista? Não, elas são respondidas e entendidas por você, durante as sessões conforme você consegue enxergar as coisas como elas são. O psicanalista é uma ferramenta para que você chegue nas respostas que você procura. 

O objetivo da terapia é aliviar o sofrimento, tudo aquilo que incomoda e que gera sofrimento de alguma forma não deve fazer parte das nossas vidas, deve ser resolvido — grande ou pequeno, precisa ser resolvido. 

 Importante:  para fazer terapia a pessoa deve estar disposta a falar e a se ouvirsentir prazer em ter um tempo para poder falar dela mesma, confiar na ética e sigilo do terapeuta (tudo que é falado no atendimento não pode ser divulgado a ninguém — fica entre o terapeuta e o paciente), fazer desse momento uma forma de aliviar todas as tensões pelas quais passamos todos os dias com o único objetivo: ser mais leve, mais feliz! 

Roberta Furuno A. Bonilha / Rodrigo S. A Bonilha 

Formação em psicanálise, fundamentos clínicos e especialização em psicanálise Infantil. 

E-Mail: psicanalisandocomvc@gmail.com   

Facebook : @psicanalisandocomvc  

Hannalee Motta

hanna@optimus360.com

Deixe um comentário

avatar

Senha redefinida. Um link será enviado para o seu email