Encontre aqui o melhor da região.
Background Image

Saúde: Lombalgia por Dr. Luiz Augusto Escobar – Revista AMAIS

lombalgia

A lombalgia acontece quando uma pessoa tem dor na região lombar, ou seja, na região mais baixa da coluna perto da bacia. É também conhecida como “lumbago”, “dor nas costas” ou “dor nos quartos”. Não é uma doença, é um tipo de dor que pode ter diferentes causas, algumas complexas. No entanto, na maioria das vezes, o problema não é sério. Algumas vezes, a dor se irradia para as pernas com ou sem dormência. Há dois tipos de lombalgia: aguda e crônica. A forma aguda é o “mau jeito”. A dor é forte e aparece subitamente depois de um esforço físico. Ocorre na população mais jovem. A forma crônica geralmente acontece entre os mais velhos; a dor não é tão intensa, porém, é quase permanente.

O que se sente?

O portador deste problema sente dor na parte mais baixa das costas, além de tensão muscular na região afetada. Pode-se apresentar dificuldade para ficar sentado ou em pé por muito tempo, o que o leva a procurar novas posições para se manter confortável.

A dor pode irradiar para as nádegas, pernas ou nervo ciático. A descrição do tipo de dor, como dor em peso, aperto, queimação ou em choque pode ajudar o médico no diagnóstico do tipo de dor.

lombalgia

Sinais de alerta

Caso você responda sim para algumas dessas perguntas, procure seu ortopedista:

  • Sua dor na coluna irradia (corre) para as pernas?
  • Sua dor na coluna diminui quando você traz os joelhos em direção ao peito ou quando você se inclina para frente?
  • Você apresentou recentemente dor na coluna lombar após alguma queda?
  • Você apresentou dor constante na coluna lombar durante as últimas três semanas?
  • Você apresentou dor na coluna lombar que piorou após o repouso ou que o fez acordar durante a noite?
  • Você sente dormência nas pernas quando caminha ou faz algum esforço físico?

Qual o tratamento para lombalgia?

O tratamento mais aceito hoje em dia consiste no uso de medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares, além de, fisioterapia, orientação aos pacientes quanto à postura e mudanças no estilo de vida, nos casos mais graves ou em falha do tratamento conservador pode ser indicado tratamento cirúrgico.

Como prevenir-se?

  • Evite movimentos bruscos;
  • Evite levantar peso, se necessário peça ajuda a outra pessoa;
  • Habitue-se a realizar alongamentos durante o dia,
  • Mantenha boa postura: Cabeça para cima, ombros retos, peito para a frente, peso distribuído em ambos os pés.
  • Quem trabalha muito tempo sentado deve caminhar de vez em quando. Quem fica muito tempo em pé deve descansar um dos pés, em intervalos. Ande, suba escadas, movimente o corpo, respire profundamente e tente manter a musculatura relaxada.
  • Trate a dor aguda com orientação médica, para que ela não se transforme em crônica. Evite a automedicação.

____________________________________________________________________________________

Por Dr. Luiz Augusto Escobar

CRM 104.715

Hannalee Motta

hanna@optimus360.com

Deixe um comentário

avatar

Senha redefinida. Um link será enviado para o seu email