Encontre aqui o melhor da região.
Background Image

Google lança a maior coleção digital do mundo e o tema é Frida Kahlo

O Google disponibilizou através do app Google Arts & Culture, a maior coleção digital de artefatos e obras de arte do mundo. A primeira artista escolhida para ter sua arte exposta virtualmente foi a mexicana Frida Kahlo.

Frida Kahlo foi uma importante pintora mexicana do século XX. É considerada, por alguns especialistas em artes plásticas, uma artista que fez parte do Surrealismo. Porém, a própria Frida negava que era surrealista, pois dizia que não pintava sonhos, mas sua própria realidade. Destacou-se ao defender o resgate à cultura dos astecas como forma de oposição ao sistema imperialista cultural europeu.

Para conseguir disponibilizar todo o material de Frida, o Google trabalhou em parceria com 33 museus de 7 países diferentes, além de especialistas que fizeram a curadoria de reunir mais de 800 obras e 20 imagens em alta resolução.

Também é possível conferir cinco tours com o Street View em lugares que marcaram a vida da artista, como a casa azul onde Frida nasceu e morreu.

Algumas das Obras mais importantes de Frida Kahlo:

Sem Esperança

Frida Kahlo

O quadro mostra Frida presa à uma cama, em um cenário rude e estéril. Uma terrível cornucópia de carne e peixes está suspensa acima da boca da artista em um cone carnoso. Essa é uma das obras mais perturbadoras e poderosas de Frida.

Na época em que pintou o quadro, Frida perdera tanto peso que precisava ser alimentada através de um funil. Na pintura, o funil foi representado tão grande que precisava ser apoiado em uma estrutura de madeira e cheio de pilhas de carne crua.

No verso do quadro, Frida colocou uma frase que dá nome a obra: “Não resta nem a menor esperança em mim… Tudo se move em sintonia com o que o estômago contém.”

Autorretrato com colar de espinhos e beija-flor

Frida Kahlo

Sua realidade era dolorosa, já que ela sempre sofreu com a sua saúde debilitada. Frida também conheceu a dor emocional, pois sua vida foi marcada por relacionamentos conturbados, que incluíam o líder revolucionário russo Leon Trótski e o artista mexicano Diego Rivera.

Frida pinta a si mesma como uma figura inspiradora e politicamente ativa por ajudar o México pós-revolucionário. Ela retrata-se como uma orgulhosa mestiça, uma mexicana de ascendência europeia e baseia-se em imagens pré-colombianas e cristãs. A artista se vê como uma divindade martirizada da tradição folclórica mexicana.

Fonte: B9 | Universia 1 | Universia 2 

Hannalee Motta

hanna@optimus360.com

Sem comentarios

Comentar

Enter Captcha Here : *

Reload Image

Senha redefinida. Um link será enviado para o seu email